Direção de Arte

Impenetrável

Curta metragem

Impenetrável

 

“Impenetrável”  é um filme sobre luto e sobre como lidamos com um mesmo problema de maneiras diferentes.  Em seu enredo, um jovem casal tenta resgatar o amor um pelo outro e a convivência harmoniosa de tempo passados, enquanto lutam para superar a dor de uma perda recente, cada um a sua maneira. Os dois personagens, descritos apenas como Homem e Mulher, representam visões de mundo contrastantes; formas distintas de olhar para o luto e para a vida cotidiana.

 

 

 

O projeto
A locação situada em um prédio abandonado cruza com a estrutura do roteiro, onde o personagem “Homem” resgata a memória de seu último dia com a “Mulher”, tentando reconstruir as lembranças dos acontecimentos, revivendo os diálogos e as sensações. Nesse looping, temos a personagem que vive o racional (homem) e vê na rotina uma forma de superar a perda enquanto a outra (mulher), se encontra numa espiral de sofrimento. Nesse contraponto, foram construídas uma paleta de cores para cada personagem: o tons azulados representando o onírico/luto e os tons terrosos e frios, para representar a realidade. Isso também se estende na escolha da textura das roupas e a maquiagem.

 

 

 

Trailler

 

Produtora: Operahaus

Direção e Roteiro: Flávio de Morais

Direção de Arte: Zeca Nolf/Rosangela Vicente